Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

(22) À Minha Terra

À minha terra

Basalto na fileira de ternura,
Rumando nas pedrinhas da calçada,
Talhando de amor a pedra dura
Da rua onde mora a minha amada.

Calcetei a minha vida insegura
Que de novo se viu coroada,
Fugindo ao abalo da desventura
Voltei à minha cidade restaurada.

Moldo a rua na valsa das raízes...
Decoro o cinzelado dos meus passos
Que escureceram [ruínas do sismo].

E do céu caem lágrimas felizes,
Cantando na certeza dos meus laços
À cidade de Angra do Heroísmo!

Freddy Freitas

publicado por poesiaemrede às 00:47
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Angra a 7 de Janeiro de 2008 às 11:34
Uma prova de amor a Angra do Heroísmo é o que nos é dado apreciar.
Fez precisamente vinte e oito anos que se deu o sismo que a deixou desfigurada.
Hoje, podemos referir que muito trabalho foi feito e que as ruas também podem ser cantadas em forma de elogio a todos quantos trabalharam com afinco.
De Terceirense a 23 de Janeiro de 2008 às 21:25
Este tema também se pode aplicar a uma vida, a um ser, a uma história de amor, a uma mudança que se dá numa terra com nome, um ponto do Atlântico. Como se diz na minha terra é um poema com duas vistas, duas visões.
De Hisalena a 9 de Fevereiro de 2008 às 14:50
Gostei do seu poema. Creio que capta bem a alma de uma cidade maravilhosa, que tenho o prazer de conhecer, que se ergueu depois da tragédia qual fénix renascida.
Parabens!

Comentar post

Site_Poesia_em_Rede

.Poemas a Concurso

. Poemas da Minha Terra - P...

. (87) Portugalidade

. (86) Na Minha Terra

. (85) Cidade do Porto

. (84) A Minha Casa

. (83) Minha Terra

. (82) A Minha Terra

. (81) A Minha Terra

. (80) Do Alto da Serra Alg...

. (79) Onde Penduro o Chapé...

. (78) Minha Terra, Aldeia ...

. (77) Coimbra

. (76) Daqui Eu Vejo

. (75) Numa Aldeia Adormeci...

. (74) Não me alcunhei de C...

. (73) Saudades de ti

. (72) Um dia na minha Terr...

. (71) "Há coxas nuas a cor...

. (70) Um Suspiro!

. (69) "O Mundo dos cheiros...

. (68) Arruda

. (67) Ilha Encantada

. (66) "A Minha Terra"

. (65) Terra de Portugal

. (64) Minha Terra Eurotupy...

. (63) A Madeira é um Jardi...

. (62) Terra Minha Jamais E...

. (61) Reminiscências e Coi...

. (60) Malanje, Minha Terra

. (59) São Fragâncias Única...

. (58) "A Minha Terra"

. (57) A Minha Terra

. (56) A Praça

. (55) Besteiras - Uma Pequ...

. (54) Moçambique

. (53) Oh terra minha de en...

. (52) Horizonte Brasileiro

. (51) Minha terra...

. (50) A Minha Terra

. (49) Praia das Pérolas Pe...

. (48) A Minha Terra

. (47) Ericeira - Meu berço...

. (46) No Vale dos meus Bar...

. (45) Uma Aldeia de Viseu

. (44) Segredos Revelados

. (43) Saudades da Arrábida

. (42) A Representação do M...

. (41) Espécie de fuga do m...

. (40) Homossexualidade Urb...

. (39) Figueira que dá Rosa...

.Mais Poemas a Concurso

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.Projecto

blogs SAPO

.subscrever feeds

Contador de visitas
Contador de visitas